Foi divulgado recentemente o resultado do III Prêmio Queijos do Brasil, realizado entre os dias 26 a 29 de outubro com o apoio da Revista Prazeres da Mesa. Entre os 405 queijos concorrentes no Memorial da América Latina, em São Paulo, 5 receberam Super Ouro, 40 Ouro, 98 Prata e 156 bronze, num total de 299 diplomas distribuídos aos produtores presentes.

A novidade dessa edição é que cada queijo recebeu um parecer com sua avaliação pelos jurados. O corpo de jurados foi dividido em dois grupos, técnico e gustativo, que avaliaram os seguintes critérios: Aspecto/Aparência, Olfato/Aromas, Textura e Sabor.

Os queijos começaram com nota máxima para o corpo técnico e foram perdendo pontos à medida que os defeitos foram sendo identificados. Em seguida, o corpo gustativo avaliou os queijos “com um olhar mais comercial, buscando qualidades gustativas e olfativas, possibilidades de receitas gastronômicas” (regulamento do concurso). Nessa segunda etapa os queijo começaram a avaliação com a nota mínima, que foi aumentando com as qualidades encontradas. A soma total desta avaliação foi determinante para qual premiação o queijo vai receber.

Super Ouro só foram cinco

  • Parmesão Serra das Antas.

Fabricado por Airton e Waldeci Costa em Bueno Brandão, cidade de 10 mil habitantes na divisa com a cidade de São Paulo. Eles são produtores desde 1989. “Eu gostaria de fazer queijo de leite cru, mas a legislação dificulta isso, se um dia eu puder fabricar sem pasteurizar, vou ter que adaptar minha tecnologia à qualidade do leite para garantir sempre a mesma qualidade do produto” explicou Airton. O diferencial do seu parmesão é que o leite é um pouco mais gordo, com maturação mínima de 1 ano. No Espirito Santo é representado por Silvestre Tavares (27) 999866041.

  • Azul do Capril do Bosque.

Da produtora Heloisa Collins, que estava impossibilitada de comparecer devido à um problema de saúde não grave.

  • Terruá Faixa de Carvão.

Do Produtor Edson Cardoso de Barbacena, do Capril

  • Queijo de Araxá.

Do produtor Reinaldo Lima.

  • Queijo Faixa Dourada.

Do produtor Márcio Martins de Barros de Alagoa e curado por Osvaldo Filho, do queijo d’Alagoa.

Lista de Prêmios Ouro

Lista de Prêmios Prata

Lista de Prêmios Bronze