A convite de Vanderlei Martins (Diretor comercial do Supermercado Carone), estive (Blog Vivendo a Vida e Rádio Band News FM 90.1), no Wine Store Carone de Vila Velha para conhecer na taça os vinhos da Bodegas Faustino, que desde 1861 escreve sua história na Rioja, principal região vinícola da Espanha.

A Bodegas Faustino faz uma grande variedade de vinhos – espumantes, brancos, rosés e tintos, que são bem conhecidos por seus estilos únicos, bem como o uso de algarismos romanos em seus nomes.

Comecei os trabalhos com dois “Cava” como são chamados os espumantes produzidos em “toda” a Espanha. O método de produção utilizado é o mesmo da região de champanhe, com segunda fermentação na garrafa.

O primeiro que provei foi o Cava Faustino Rosado Brut (R$ 55), deliciosamente fresco, feito com a uva Garnacha, consegue ser delicado, com aromas bem agradáveis e boa presença no paladar. Boa pedida para acompanhar aperitivos ou paella. Já o Cava Faustino Extra-Brut (R$ 52), apresentou leves toques de pão torrado, frutas cítricas, maçãs e notas florais. Tudo bem delicado. Paladar fresco, porém mais persistente do que muitas opções na mesma faixa de preço. Recomendo para abrir uma refeição ou bebericar a longos goles com os amigos.

Seguindo para os vinhos tranquilos (sem bolhas) comecei provando um branco e um rosé. O Faustino VII Branco (R$ 50), 100% Viura, limpo e fresco (leve dulçor), com delicados aromas de flores e frutas. Um vinho de impressionante relação qualidade/preço, é uma ótima escolha como aperitivo ou mesmo para acompanhar peixes mais leves. O Faustino VII rosé (R$ 52), 100% Tempranillo, se mostrou mais sequinho, fresco e extremamente equilibrado, com aromas delicados de cerejas, framboesas e toques florais. Adorei!

Antes de falar dos tintos é legal entender que a uva principal é Tempranillo, uma das uvas mais populares, que cresce em toda parte, porém seu país de origem é a Espanha. Além disso, ao contrário do resto do mundo, Rioja usa um sistema de qualificação de seus vinhos tornando bastante fácil encontrar o que você gosta.

Então como são classificados os vinhos da Rioja? Uma das principais qualificações entre os diferentes estilos é o envelhecimento em carvalho. Muito basicamente: quanto mais tempo em carvalho, maior o nível de qualidade.

Essa classificação é fiscalizada pelo Conselho Regulador DOCa Rioja, no qual recebem um selo de garantia conforme seu estilo. Existem 4 diferentes estilos principais de vinho Rioja – Jovem, Crianza, Reserva e Gran Reserva. A melhor maneira de provar a escala seria provar todos os 4 ao lado do outro, gostou da idéia…rs.

Vamos aos tintos provados:

Faustino VII (R$ 50), 100% Tempranillo, 6 meses em carvalho americano, me pareceu bastante puro, aromas bastante frescos e frutados e um paladar delicado. Vinho bastante jovem e muito agradável. Não há necessidade de decantar este vinho é capaz de dar prazer imediato. Para beber maior volume…rs

Faustino Crianza (R$ 55), 100% Tempranillo, 15 meses em carvalho americano – mesmo com maior passagem em madeira a fruta ainda é quem dá as cartas. Tem acidez na medida, taninos suaves e bom final de boca. Foi perfeito com tábua de queijos e embutidos.

Faustino V Reserva (R$56) 375ml, Tempranillo e Mazuelo, 18 meses em carvalho americano – aqui a coisa ficou bastante séria, tem aromas de frutas vermelhas maduras, amora, violeta e ligeiro toque de baunilha. Médio de corpo, textura aveludada, um tinto de fácil de agradar, de valor excepcional. Precisa de respirar no decanter. O meu preferido!

Faustino I Gran Reserva 2004 (R$ 168), Tempranillo, Graciano e Mazuelo, 26 meses em carvalho americano mais 36 em garrafa ante de ir para o mercado. É um vinho emblemático, o mais exportado da Espanha. Precisa de respirar em decanter por, no mínimo, 1 hora antes de iniciar os trabalhos. Apesar da sua longa passagem por madeira, o vinho mantém aroma e sabores de fruta, vermelha principalmente. Um tinto delicioso já agora, mas que vai premiar os enófilos que acreditarem na sua evolução. Famoso vinho de guarda. Vai longe!

Harmonização – Principalmente queijos, carnes de cordeiro, porco e boi.