Recentemente, o enólogo José Inácio Maturana (ex-Casa Silva por 15 anos), agora em voo solo com vinícola chilena Maturana Wines | Puente Austral, esteve em Vitória/ES para mostrar alguns de seus vinhos.

Hoje falo um pouco sobre seu vinho laranja. Isso mesmo, nem branco nem tinto, é laranja, galera! Essencialmente, são brancos com um período mais longo de contato das cascas com o suco da uva. Esse contato, que transfere cor aos vinhos, originado da casca. A exposição ao oxigênio e a utilização das ânforas de barro e em outros materiais, reforça esta coloração. Normalmente sua estrutura é firme, lembrando um tinto, porém com frescor e mineralidade de um grande vinho branco.

O Naranjo Torontel 2016 é um verdadeiro Orange Wine (maceração 6 ½ meses), 13% de alcool, natural, elaborado com a uva “Torontel” de vinhedos com 80 anos (Secano, Maule), produção 1.500 garrafas. Sua cápsula é feita em cera, característica apresentada somente nos grandes vinhos. Um chileno eleito como “revelação do ano” e premiado com “95 pontos no Guia descorchados 2017″ e até então desconhecido.

Na taça mostra um nariz sedutor, com notas florais, de casca de laranja e ervas. O paladar é fresco, porém acompanhado de leve untuosidade e ótima persistência. Uma delícia! Acompanha peixes, frutos do mar e pratos temperados, como por exemplo da cozinha tailandesa, além de carnes de frango e porco, e até intensas como a de cordeiro.

Em breve estará no Brasil pela Anbordu Trading – 27 2142-2159.