Será que uma das marcas mais respeitada em todo o mundo, com quase 270 anos de tradição, colocaria em risco sua reputação com um lançamento descabido?

Na noite de ontem tive a oportunidade de provar o Moët Chandon Ice Imperial, nova proposta do grupo LVHM, desenvolvido para ser consumido em locais quentes, “on the rocks“, isso mesmo com gelo e também com folhas de hortelã, pedaços de gengibre, cascas de limão ou laranja. É um demi-sec produzido com uvas pinot noir, pinot meunier e chardonnay.

Como se pode ver na foto acima, provei com a taça indicada e com os acompanhamentos e o resultado foi uma sensação de ter sido lesado. Diante deste fato gostaria de tecer alguns comentários a titulo de alerta para os consumidores:

Para quem conhece Champanhe ao degustar verá que não tem nada haver, é uma bebida tipo Ice, aquela que custa 3,00 e com sabor ruim de energético, lamentável. Ai eu pensei, as mulheres vão gostar, não. Minha esposa e uma amiga dela, que estavam provando junto deixaram a taça toda cheia. Para que não conhece Champagne é pior ainda, terá uma péssima experiência e uma referência errada deste liquido precioso.

Acho que faltou comprometimento da LVHM com o consumidor, informando “objetivamente” que é um produto com características totalmente diferentes de um Champagne normal. Assim não levando eno-apaixonados a gastar 350,00 com um produto deste.

Acredito que vinho é gosto pessoal, porém neste caso é impossível gostar, sem ser para aparecer. Jogada de Marketing tem limite.

Siga o Blog Vivendo a Vida no Twitter