A denominação de origem de um vinho nada mais é do que a carta de apresentação dele, sua certidão de nascimento. Em geral, ela determina, de forma precisa, as zonas, os métodos e as variedades de uva. Em algumas também se regulam os níveis de produção por hectare, os níveis de álcool, o tempo de guarda, as proporções nas misturas de vinhos (cortes) tudo para, através do tempo, garantir um estilo.

Mais atenção, a Denominação de Origem de um vinho, seja qual for, não garante por si só a qualidade dele.

Na França, na Itália, em Portugal, Espanha e Argentina são chamadas de Denominação de Origem Controlada (DOC).     

Siga o Blog Vivendo a Vida no Twitter