search engine optimizationsubmit websiteemail extractor

Acontece hoje, quinta-feira, dia 28 de abril, a quarta edição do Malbec World Day São Paulo, sob o comando da Wines of Argentina. Um evento anual realizado no mês de abril em mais de sessenta capitais e cidades pelo mundo, que celebra os vinhos argentinos. Uma ótima para os produtores apresentarem seus lançamentos e também para os brasileiros se atualizarem sobre os caldos dos nossos hermanos.

Neste ano o evento acontece no Vila Butantan, um espaço de lazer, cultura e gastronomia na cidade. Diversas vinícolas argentinas estarão presentes e vão oferecem Malbecs nas categorias jovens, concentrados, blends de Malbec e seleções de brancos, rosados e espumantes.

Enquanto o público degusta, uma variada seleção de food trucks estarão oferecendo a harmonização. Da cozinha brasileira, passando por ceviches e burgers, até os doces portugueses, os foods vão apresentar suas sugestões elaboradas especialmente para a noite. 

O ingresso custa R$ 150 e dá direito à degustação livre dos vinhos e demais atrações, sendo que R$ 40 são revertidos para o consumo nos food trucks.

SERVIÇO

Rua Lemos Monteiro, 149 – São Paulo

Informações: Tel.: 5505-1013/ ramal 121

Dia 28 de abril / das 18h às 23h

Censura 18 anos. Acesso para deficientes. Banheiro adaptado. Serviço de valet no prédio ao lado (Rua Lemos Monteiro, 120 / R$ 20) Público: mil pessoas.

Onde comprar ingresso:

https://semhora.com.br/evento/malbec-world-day

https://www.ingresse.com/malbecworldday#comprar

Inscrições abertas para a oitava edição do Vitória Expovinhos – Salão Internacional de Vinho de Vitória 2016 – 22 e 23 de junho. O evento conta com uma feira no formato wine tasting, cursos para profissionais a serviço do vinho, palestras e o prêmio Top Five, que elege os cinco melhores vinhos em seis categorias. A cada edição, o Vitória Expovinhos registra evoluções significativas, tanto em quantidade de rótulos, expositores e participantes, quanto de qualidade da organização, cada vez mais profissional, e da programação.

Onde comprar ingresso:
http://credencialonline.com.br/expovinhos2016/inscricao

Vitória (ES) teve a honra de receber o Export Manager, Alejandro Garrido (foto acima ao centro), da vinícola Casa Donoso, do Chile, que é representado no Espírito Santo pela importadora Vitória Foods. A recepção especial com clientes e jornalistas aconteceu na Adega Canto do Vinho, dos empresários Leonardo Freitas e Carlos Meneghel (foto acima), e foi regada com o vinho Sucesor Red, um blend de 80% Carmenere e 20% Malbec, que ganhou 92 pontos na Descorchados 2016.


Antônio Carlos leite (André Andrès – Jornal Metro) & Marli Siqueira Leite e Alejandro Garrido

Garrido contou que a Casa Donoso tem recebido muitos brasileiros e até capixabas. “Os Brasileiros tem um apreço muito grande pelos vinhos chilenos, e isso ajuda bastante o nosso mercado.”

Ele falou ainda do que podemos esperar, para este ano, da Casa Donoso.


Alejandro Garrido, Boris Azevedo (sommelier/Anbordu) e Andres Uauy (Anbordu)

“Em maio, vamos lançar para o mundo um vinho super especial. Uma seleção única, onde serão produzidas apenas 400 caixas. E em dezembro, um vinho que passou 3 anos em carvalho francês terá o grande lançamento com apenas 250 caixas.”, diz Garrido.

Luiz Horta, colunista do ELA Gourmet (O Globo), um dos mais respeitados críticos de vinhos do brasil, e Dânio Braga, restaurateur, considerado o primeiro sommelier a atuar no Brasil, fundador da ABS-RJ (1983), elegeram os 15 melhores espumantes do Brasil. Confira abaixo:

Os top 5 do chef Dânio Braga:

  • Cave Geisse Nature – Pinto Bandeira, RS
  • Locanda Della Mimosa Brut Rosé – Garibaldi, RS
  • Adolfo Lona Brut Rosé – Garibaldi, RS
  • Aurora Pinto Bandeira Extra Brut – Pinto Bandeira, RS
  • Maria Valduga Brut – Bento Gonçalves, RS

Os top 10 de Luiz Horta, colunista:

  • Fausto Pizzato Brut – Dois Lajeados, RS
  • Guatambu Extra Brut – Dom Pedrito, RS
  • Cave Geisse Nature – Pinto Bandeira, RS
  • Adolfo Lona Brut Champenoise – Garibaldi, RS
  • Lírica Brut, Hermann – Pinheiro Machado, RS
  • Millésime Brut, Miolo – São Gabriel, RS
  • Évidence Brut, Salton – Bento Gonçalves, RS
  • Aurora Pinto Bandeira Extra Brut – Pinto Bandeira, RS
  • Elegance Brut, Peterlongo – Garibaldi, RS
  • Traditionelle Brut, Dal Pizzol – Faria Lemos, RS

A Wines of Argentina está sob novo comando. Alberto Arizu, proprietário da vinícola Luigi Bosca, volta ao cargo sucedendo Susana Balbo, da vinícola Domínio del Plata, que segue carreira política como deputada.

O sueco Jon Arvid Rosengren foi eleito o melhor sommelier do mundo depois de vencer na final do Concours Sommelier du Monde Argentina Meullieur de 2016, os colegas Julie Dupouys, Irlanda, e David Biraud da França.

O evento final da competição foi acompanhado por cerca de 500 pessoas no Teatro da Independencia, além de outros 400 que seguiram em telões instalados no Hyatt Hotel e milhares de fãs de vinho por todo mundo que assistiram pela internet ao vivo.


Hoje às 15 horas será revelado quem são os três finalistas para o Concours ASI du Meullieur Sommelier du Monde Argentina 2016. Há quinze semifinalistas à espera do anúncio, incluindo Paz Levinson, argentina que já detém o título de “Melhor Sommelier do Americas 2015 “.

Paz Levinson (foto acima)

A final será disputada no Teatro Independência, programado para começar às 15:30 horas. Argentina é o único país latino-americano entre os quinze semifinalistas. Levinson disse à imprensa a estar entre os semifinalistas “é um sonho tornado realidade” e considerou que a próxima fase será “ainda mais difícil”.

Os 15 semifinalistas na corrida para ser parte da final são: Paz Levinson, Argentina; Robert Anderssen, Suécia;Christian Jacobsen, Dinamarca; Heidi Mäkinen, Finlândia; Piotr Pietras, na Polónia; Rassavkin Alexander, Rússia;Henrik Dahl Johansen, da Noruega; Gareth Ferreira, África do Sul; Hishida Hiroshi, Japão; David Biraud, França;Elyse Lambert, Canadá; Julie Dupouys, Ireland; Raimonds Tomsons, Letónia; Satoru Mori, Japão; Arvid Rosengren, Suécia.

‘Tradição X Modernidade: por uma cozinha afetiva, criativa e moderna’. Seguindo este tema, a segunda edição do Mesa ao Vivo na ExpoBento vai equilibrar, por meio de receitas feitas por chefs nacionais, tradição e modernidade em uma cozinha criativa. Os chefs conduzirão aulas práticas abertas ao público nos dias 3, 4 e 5 de junho, na área vinícola da feira, no coração do Pavilhão A.

Dalton Rangel, Flávia Quaresma, Juarez Campos, Marcos Livi e Mônica Rangel são os nomes nacionais confirmados que integram o menu de chefs que terão o desafio de interagir com o público, levando os participantes a fazer uma viagem pelos sentidos. Além deles, outros chefs regionais que serão confirmados até o final de abril, farão parte do projeto, alguns atuando em dobradinha em aulas temperadas.

Como numa arena, o Mesa ao Vivo será abraçado por estandes da indústria, comércio e serviços por todos os lados, dividindo espaço com vinícolas da Serra Gaúcha. Também fará parte do ambiente uma ampla sala para cursos de degustação de vinhos e espumantes, experiência que este ano poderá ser vivida por 50 apreciadores, praticamente dobrando as vagas oferecidas em 2015, que eram 28. Enólogos das vinícolas expositoras conduzirão os cursos, além do editor chefe da Revista Prazeres da Mesa, Ricardo Castilho, e do jornalista especializado em vinhos Marcel Miwa.

Durante o lançamento do evento, na noite de quinta-feira, 14 de abril, Rafael Fantin, presidente da 26ª ExpoBento, destacou que como toda receita de sucesso, a ExpoBento mistura ingredientes que constroem e fortalecem parcerias, apresentando atrações que se renovam a cada edição. “Com o Mesa ao Vivo, a ExpoBento ampliou ainda mais sua abrangência, posicionando a enogastronomia da Serra Gaúcha como referência no país, ainda mais com o alcance da revista Prazeres da Mesa, a quem gostaria de fazer um agradecimento especial em nome de seu editor chefe, Ricardo Castilho, e toda sua equipe”, ressalta.

Para Ricardo Castilho, editor da Revista Prazeres da Mesa, é um prazer retornar a Bento Gonçalves para a realização da segunda edição do Mesa ao Vivo dentro da ExpoBento. “Será a oportunidade de chefes de renome nacional conhecerem os ingredientes da região e propagarem em suas cidades e regiões os conhecimentos adquiridos e, ao mesmo tempo, trocarem experiências com os chefes regionais que também participarão do Mesa ao Vivo”, enfatizou.

O secretário de Turismo, Gilberto Durante, que representou o prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, disse que a aproximação entre gastronomia e turismo é sempre muito positiva. “É uma responsabilidade muito grande sediar um evento como o Mesa ao Vivo e, sem dúvida, renderá excelente visibilidade para a cidade e região”, comentou.

Ainda durante o lançamento, foi confirmado um dos jantares magnos, que acontecerá no Restaurante Casa Di Paolo, antigo Canta Maria, paralelo ao Mesa ao Vivo. Mais informações sobre data, horário, cardápio e venda de ingressos serão anunciados ainda durante este mês de abril.

A edição do Mesa ao Vivo em Bento Gonçalves é uma realização conjunta entre a ExpoBento 2016, o CIC/BG e a Revista Prazeres da Mesa, que durante o evento estará produzindo ao vivo a revista na frente das pessoas, como num reality show editorial, com circulação nacional. O Mesa ao Vivo tem o patrocínio de Fecomércio RS, Galvanotek, Giordani Turismo, SEGH, Senac BG e Tramontina, além do apoio da Prefeitura de Bento Gonçalves. A área Vinícola, espaço que estará recebendo o Mesa ao Vivo, tem o patrocínio do Sebrae e da Verallia, com a participação das vinícolas Aurora, Batistello, Cave Antiga, Lídio Carraro, Salvatti, Santa Bárbara e Valmarino.

No ano passado, o Mesa ao Vivo, que estreou no Rio Grande do Sul, reuniu na ExpoBento 16 chefs em 16 aulas práticas, com a participação de um público de 1.280 pessoas, além de atrair a atenção de milhares de visitantes que circulavam pelos corredores da feira nos três dias do evento. Entre os destaques da edição, os chefs Ana Luiza Trajano, Emmanuel Bassoleil, Ivan Achcar, Kátia Barbosa e YannCorderon.

Como participar

As inscrições poderão ser feitas pelo site da feira (www.expobento.com.br) a partir da primeira quinzena de maio. Serão 80 participantes em cada uma das aulas. Mas a interatividade com o público será permanente, pois os visitantes circulantes poderão assistir as aulas ao vivo.

OS CHEFS NACIONAIS 

Dalton Rangel

A paixão de Dalton Rangel pela culinária vem do berço. Dalton é filho de chef e desde criança viu maravilhas saírem das cozinhas de Visconde de Mauá onde foi criado. Não demorou muito para que sua criatividade o iniciasse no mundo gastronômico e aos 12 anos Dalton já estava presente na cozinha da família e no restaurante dos amigos.Se formou em gastronomia pela Universidade SENAC e depois disso percorreu o mundo em busca de novas experiências e trabalhos. Em Portugal, trabalhou no conceituado “Terreiro do Paço”. Realizou imersões gastronômicas pela Itália conhecendo e estudando a gastronomia local. Já na Tailândia, participou de cursos no renomado Hotel Blue Elephant e já representou o Brasil em feiras e festivais gastronômicos em Madri, Barcelona, Paris, Irlanda e Milão.
É chef e empresário em São Paulo e no Rio de Janeiro. Também é apresentador do programa “Homens Gourmet” no canal Bem Simples da FOX Channel.

Flavia Quaresma

Depois de abandonar os cursos de medicina, teatro e jornalismo, Flavia Quaresma descobriu a verdadeira vocação ao acompanhar sua irmã em uma viagem à França. Flavia ficou encantada com gastronomia. Com medo de que a filha desistisse mais uma vez, seus pais não a apoiaram no primeiro momento. Depois de juntar um pouco de dinheiro trabalhando com administração, Flavia decidiu que era hora de voltar a Paris e estudar na escola Le CordonBleu. Então, seu pai concordou em pagar o curso, mas com a condição de que ela teria de trabalhar para se sustentar. E assim ela fez, trabalhou como garçonete antes de estagiar naquele país. Depois, foi à Cidade do México e a TelAviv, antes de voltar ao Brasil e abrir o premiado Carême Bistrô. Além da cozinha, a chef também fez sucesso como apresentadora do programa Mesa para Dois e na publicação de livros.

Juarez Campos

Influenciado por mãe, tias e sogra, Juarez Campos decidiu seguir carreira na gastronomia. Fez diversos cursos até inaugurar o restaurante italiano Oriundi, em 1993, no Espírito Santo. Com uma cozinha que mistura a culinária do norte da Itália com ingredientes brasileiros, o restaurante ganhou destaque nacional. Além de comandar a cozinha do Oriundi, Juarez também atua como professor do Curso de Extensão em Cultura e Enogastronomia Italiana na Faculdade Novo Milênio.

Marcos Livi

Considerado um dos maiores pesquisadores da culinária da região sul, Marcos Livi começou a atuar no universo da gastronomia depois de conseguir um estágio no Grupo Accor Hotéis. Na época, Livi era estudante de hotelaria e o emprego lhe permitiu desempenhar funções como estoquista, ajudante de cozinha, garçom, auxiliar de bar e até barman. Depois da experiência, decidiu continuar na área de alimentos e bebidas. Fã de cultura, Marcos Livi atualmente é sócio proprietário dos bares Veríssimo e Quintana, ambos em São Paulo e que prestam homenagem aos autores brasileiros.

Mônica Rangel

Conhecida por comandar o restaurante de comida mineira Gosto com Gosto, em Visconde de Mauá e por participar como jurada no programa de televisão Cozinheiros em Ação (GNT), Mônica Rangel nasceu em Juiz de Fora, em Minas Gerais, mas cresceu em Niterói, no Rio de Janeiro.Mesmo com o sonho de fazer veterinária, cursou fonoaudiologia, pois assim podia trabalhar desde cedo e ajudar em casa.Já como secretária executiva bilíngue, Mônica decidiu passar as férias em Visconde de Mauá e se apaixonou pelo lugar de tal maneira que um ano depois estava se mudou com a família para lá. Poucos meses depois, nascia o Gosto com Gosto.Atualmente ela também atua como consultora da Rede de Tecnologia do Estado do Rio de Janeiro, na área de gastronomia, e como fundadora do “Movimento Brasil à Mesa”, que valoriza gastronomia brasileira.

Acabam de chegar à importadora Mistral (www.mistral.com.br) os vinhos Estiba I, nova linha da argentina Bodegas Esmeralda, que pertence ao Grupo Catena Zapata. A vinícola tem mais de meio século de história, contando com vinhedos em algumas das melhores localidades de Mendoza.

Com vinhos de excelente relação qualidade-preço, a linha é composta por cinco rótulos, todos da safra de 2015: Chardonnay, Tempranillo Rosado, Cabernet Sauvignon, Malbec e Sobremadurado (Sémillon e Sauvignon Blanc). Os vinhos custam US$ 12,90 cada (+ 10% de I.P.I.). Saiba mais sobre eles:

* Estiba I Chardonnay 2015: Um Chardonnay intenso, com excelente acidez e um delicioso volume de boca, vinificado tradicionalmente com controle de temperatura. É parcialmente barricado e ideal para acompanhar pescados, massas recheadas, carnes brancas e de caça. As uvas são cultivadas em Tupungato. Uva: 100% Chardonnay. Teor alcóolico: 13%.

* Estiba I Tempranillo Rosado 2015: Elaborado 100%  com Tempranillo cultivada em Agrelo. Não passa por madeira, para manter o frescor da fruta e o potencial aromático. Apresenta coloração cereja bem delicada, aromas de frutas vermelhas frescas com notas cítricas. No paladar, frutas maduras equilibradas pela frescura e acidez. Um vinho leve, perfeito para escoltar frutos do mar, queijos e saladas. Uva: 100% Tempranillo. Teor alcóolico: 13,5%.

* Estiba I Malbec 2015: Tinto barricado 100% Malbec de vinhedos localizados em Luján de Cuyo e Tupungato. Malbec bem equilibrado, com coloração intensa e notas violáceas. Combina aroma intenso, bem frutado com um excelente volume de boca, taninos redondos e macios. Ótima escolha para acompanhar carnes vermelhas, massas  e queijos semiduros. Uva: 100% Malbec. Teor alcóolico: 13%.

* Estiba I Cabernet Sauvignon 2015: Elaborado a partir de vinhedos situados em Agrelo, matura em barricas de carvalho 25% americano e 75% francês. Um Cabernet Sauvignon com fruta madura intensa e notas de baunilha, café e especiarias. Complexo, longo no paladar e faz deliciosa parceria com carnes em geral e queijos mais fortes. Uva: 100% Cabernet Sauvignon. Teor alcóolico: 13%.

* Estiba I Sobremadurado 2015: Com bouquet complexo, mostra-se persistente no paladar e é muito bem equilibrado por sua acidez. Aroma de notas florais e cítricas, toque de anis, mel e baunilha. No paladar é prolongado e persistente, muito bem equilibrado pela ótima acidez. Elaborado com 90% Sémillon e 10% Sauvignon Blanc de vinhedos em Ugarteche e Luján de Cuyo, é um delicioso vinho de sobremesa, perfeito para acompanhar queijos. Uva: 90% Semillon e 10% Sauvignon Blanc. Teor alcóolico: 12%.

A importadora Mistral traz ao Brasil Angelo Gaja, uma das grandes lendas do vinho e o maior nome da Itália. Responsável por revolucionar o panorama vitivinícola em seu país e colocar o Barbaresco entre os grandes rótulos do mundo, ele participa de jantar harmonizado no dia 25 de abril, segunda-feira, às 20h30, no restaurante Tre JK.

Gaja assumiu a prestigiosa propriedade familiar em 1961, aos 21 anos. Em cinquenta e cinco anos de carreira, foi eleito diversas vezes “Homem do Ano” por revistas como a Decanter e a Wine Spectator, sendo o maior colecionador de tre bicchieri do Gambero Rosso e o único a receber ascinque stelle máximas do guia, além de inúmeros elogios da imprensa especializada.

Para o crítico Robert Parker, “Gaja é um gênio e seus vinhos são verdadeiras ‘obras de arte’, que valem cada centavo que custam”. Segundo a Wine Spectator, “em pouco menos de vinte anos, Gajaconseguiu fazer o que não havia sido feito em mil anos”. Opinião compartilhada pelo Gambero Rosso, para o qual “o rei do vinho piemontês (…) em apenas duas décadas, construiu um verdadeiro mito enológico, uma assinatura comparável apenas aos grandes estilistas do mundo da moda”.

Seu emblemático Barbaresco é um ícone do vinho italiano, com enorme complexidade, longo potencial de envelhecimento e muita elegância. Prestígio equivalente têm seus Nebbiolo de vinhedo: Sorì San Lorenzo, Sorì Tildin e Costa Russi, em Barbaresco, e Conteisa e Sperss em Barolo. Sito Moresco é um classudo corte de Nebbiolo, Merlot e Cabernet de grande apelo gastronômico.

Na Toscana, Gaja possui duas importantes propriedades, elaborando tintos no mesmo estilo elegante de seus piemonteses. Em Pieve S Restituta, produz dois excelentes Brunello di Montalcino e em Ca’ Marcanda, na região de Bolgheri, três ótimos supertoscanos, que são quase “Bordeaux italianos”, com a assinatura de Angelo Gaja.

Também um showman, com grande simpatia e talento para contar histórias de seu amado Piemonte, Angelo Gaja falará de sua trajetória, apresentando os seguintes vinhos: 

·        Rossj-Bass Langhe Chardonnay / Sauvignon Blanc 2013

·        Magari IGT Toscana 2011

·        Brunello di Montalcino Sugarille 2000

·        Barbaresco 2011

·        Conteisa Langhe Nebbiolo 2001 – Magnum

Como aperitivo de recepção será servido o Champagne Pol Roger Brut Extra Cuvée de Reserve.

Para acompanhar os rótulos, um menu foi especialmente elaborado pelo Tre JK, incluindo as seguintes opções:

 ·        Fregola al Mare – Massa fresca com frutos do mar

·        Ravioli d’Anatra – Massa fresca recheada de pato com o molho do assado

·        Spalla di agnello – Paleta de cordeiro assada com batatas e legumes dourados

·        Panna cotta – Flan de baunilha com calda de frutas vermelhas

 BRINDE – Todos os participantes do jantar receberão de presente um exemplar do livro ”A Arte de Fazer um Grande Vinho”, de Edward Steinberg. Lançado pela editora Martins Fontes, conta a fascinante história de como Angelo Gaja transformou seu Barbaresco em um dos mais emblemáticos vinhos do mundo. O autor fala dos segredos de Gaja e sua devoção pela qualidade e detalha a trajetória do vinho Sorì San Lorenzo 1989, desde o vinhedo até o engarrafamento.

Jantar e degustação de vinhos com Angelo Gaja

Local: Restaurante Tre JK (Shopping JK Iguatemi)

Endereço: Av. Juscelino Kubitschek, 2041 loja 110 – Itaim Bibi

Data: 25 de abril (segunda-feira), às 20h30

Valor: R$ 990,00 por pessoa (em até 3 vezes no cartão de crédito)

Reservas e informações: (11) 3372-3401